- Imesc abre inscrição para médicos trabalharem como peritos forenses

Considerado o maior centro de realização de perícias nas áreas de Medicina Legal e de Investigação de Vínculo Genético (DNA) da América Latina, o Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc) abriu edital para cadastramento de médicos de diversas especialidades para trabalharem como peritos forenses na realização de avaliações e exames correlatos.
 
O cadastramento foi autorizado pelo Governador do Estado, nos termos do Decreto 49.260, de 17 de dezembro de 2004, alterado pelo Decreto 59.472, de 26 de agosto de 2013.
 
Desde o dia 13 de março as inscrições já se encontram abertas e vão se encerrar no dia 24 de julho de 2020. Os interessados podem procurar o Centro de Recursos Humanos do Imesc, Rua Barra Funda, 824, no horário das 9h às 11h e das 14h às 16h.
 
Poderão se inscrever médicos com certificados de conclusão de residência em Programa credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) ou que possuam título de especialista emitido pela Associação Médica Brasileira (AMB), nas especialidades publicadas no edital . 
 
“Os peritos precisam entender perfeitamente o que pede o Juiz ou o Defensor e ainda precisam ter a visão de que a única coisa que vale a pena é atender o outro”, ressalta o Superintendente do Imesc, Dr. João Gandini.
 
Os profissionais selecionados serão treinados e capacitados pelo Imesc e desenvolverão as atividades na sede do órgão na capital ou em local previamente determinado pela administração estadual.
 
As fases para a seleção dos profissionais e os honorários a serem pagos pela prestação dos serviços podem ser consultados no texto abaixo, que traz a íntegra do edital de cadastramento republicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, em 13 de março.
 
INSTITUTO DE MEDICINA SOCIAL E DE CRIMINOLOGIA DE SÃO PAULO – Edital 001/2020 - Imesc
 
Mais informações clique aqui para ler o edital na íntegra. 
 
Outros esclarecimentos poderão ser obtidos pelos telefones (11) 3821-1235 e 3821-1271.

Compartilhe esta notícia: