- IMESC recebe Selo de Direitos Humanos e Diversidade

Nesta terça-feira (10), a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania,  entregou, no Theatro Municipal, a premiação do Programa Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade para organizações do terceiro setor, empresas públicas, privadas e de economia mista e órgãos públicos por iniciativas, projetos, programas ou ações voltadas à diversidade e inclusão. 

O Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (IMESC), enquanto um dos órgãos públicos participantes, recebeu o Selo, na pessoa de seu Superintendente, João Gandini, com o Projeto "Brinquedoteca: Espaço de Acolhimento e Humanização" na categoria "Infância e Adolescência". Com isso, o Instituto participará da Rede do Selo 2020 durante 1 ano (validade do Selo) até o término de sua vigência que coincidirá com o lançamento da edição seguinte. 

                             

A brinquedoteca ocupa parte do espaço da sala de espera para coleta de material biológico para realização de perícias de investigação de vínculo genético (teste de DNA) e está disponível para as crianças que acompanham as pessoas que passam diariamente pelo Instituto tanto para estas perícias quanto para as perícias de medicina legal.

 

“São algumas milhares de pessoas todas as semanas. Aí tivemos a iniciativa de criar a brinquedoteca. Muitas crianças levadas pelos supostos pais, às vezes, ficavam ali, presenciando discussões. Nós designamos estagiários e funcionários que contam histórias, disponibilizam brinquedos, lêem livros”, explica o Superintendente João Gandini. “O prêmio em si é muito bacana porque homenageia várias iniciativas, de várias áreas, todas elas ligadas à cidadania, aos direitos humanos, à diversidade e o IMESC, que participa desse projeto enquanto uma entidade plural”, avalia. 

 

 

 

 

Para maiores informações sobre o evento de premiação, clique aqui.

Para saber mais sobre o Selo, clique aqui.

 

 

Compartilhe esta notícia: